Mais tempo de vida e menos doenças no coração é o que diz estudo

Publicado: 29/03/2017

Mais um estudo mostrando os benefícios do cafezinho diário.

Mais um estudo mostrando os benefícios do cafezinho diário. Um estudo publicado na revista Nature em Fevereiro relaciona o consumo de café com a reversão de tendências à inflamação crônicas e doenças cardiovasculares que surgem com a idade avançada.

Segundo o consenso na medicina mais de 90% das doenças não-transmissíveis decorrentes do envelhecimento estão vinculadas à inflamação crônica. Segundo muitos pesquisadores doenças como Alzheimer, osteoartrite, alguns tipos de câncer, doenças cardiovasculares e até mesmo depressão se beneficiam da inflamação crônica para se estabelecerem ou desenvolverem.

Agora o estudo liderado por David Furman e Mark Davis, ambos da universidade de Stanford (Estados Unidos), revelam a associação entre doenças decorrentes da inflamação, longevidade e o café (você pode ler o artigo no original clicando aqui).


O ESTUDO

Segundo o estudo, os ácidos nucleicos (moléculas que servem como tijolos para nossos genes) sofrem degeneração com o avançar da idade. Os "restos" desta degeneração, ao caírem no sangue, causam inflamação, aumento da pressão e problemas renais.

A ingestão da cafeína bloqueia os ácidos porquê sua estrutura é muito semelhante, formando então uma proteção extra às moléculas. Com tudo isso há uma reversão das inflamações. E com a redução das inflamações diminuem drasticamente o risco e o aparecimento de várias doenças.

O estudo levou anos para ser concluindo usando históricos médicos de diversos pacientes, criando grupos amostrais e testes em ratos de laboratório. E agora, publicado, indica mais um importante aliado na busca de uma vida mais saudável... o já conhecido e delicioso cafezinho!


Voltar

Cadastre-se e receba nossas novidades!